CURSO INÉDITO EM CAMPINAS: CRIAÇÃO E GESTÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃOEM ÁREAS URBANAS

23.10.2017

 

Será realizado em Campinas entre os dias 6 a 11 de Novembro, o Curso “Criação e Gestão de Unidades de Conservação em Áreas Urbanas”. O foco são áreas naturais que estão muito próximo das cidades, como é o caso da Área de Relevante Interesse Ecológico da Mata de Santa Genebra.

 

O público alvo são principalmente gestores urbanos e ambientais públicos e privados, membros de ONGs, profissionais liberais como arquitetos, advogados, além de pesquisadores, pós-graduandos, universitários e demais interessados.

 

Existem hoje no Brasil cerca de duas mil unidades de conservação federais, estaduais e municipais, incluindo as Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs).

 

O Estado de São Paulo abriga 167 unidades de conservação, sendo 155 estaduais (incluindo 40 RPPNs), 12 federais, além de dezenas de unidades de conservação municipais. Essas áreas, apesar de muito pressionadas, prestam importantes serviços ecossistêmicos à cidade como proteção de mananciais, além de espaços de lazer recreação e turismo, dentre outras diversas funções que contribuem para melhoria da qualidade de vida urbana.

 

Somente no território do município de Campinas estão localizadas 9 unidades de conservação: 6 unidades de conservação municipais como a APA Campinas, além de três estaduais e uma federal. Destaque para a ARIE-Área de Interesse Ecológico Mata Santa Genebra, com 251,77 hectares. É uma das maiores unidades de conservação inseridas no contexto urbano e maior fragmento florestal da região de Campinas de incontestável importância para a conservação da biodiversidade regional.

 

O principal objetivo do curso, que já foi ministrado em Imbituba-SC, Curitiba-PR e São Paulo-capital, é proporcionar noções básicas e orientações de como criar e administrar unidades de conservação muito próximas ou dentro das cidades, baseado em uma visão integrada com os moradores, já que mais de 85% da população brasileira vive nas cidades.

 

Alguns temas a serem abordados no curso: aspectos legais como Estatuto da Cidade e o Sistema Nacional de Unidades de Conservação, roteiro para criação de unidades de conservação, técnicas e ferramentas participativas e gestão participativa, Planos de Manejo e Conselhos Gestores, conflitos sócio ambientais e desafios de gestão.

 

O aprendizado no curso poderá ser aplicado em diversos campos profissionais como elaboração e revisão de planos de manejo de unidades de conservação e criação e participação em conselhos gestores. Além disso, o aluno terá maiores bases para participar em consultas públicas e estudos em processos de criação de unidades de conservação, projetos de educação ambiental e outros que possuem afinidade com unidades de conservação.

 

Promovido pelo Instituto dos Arquitetos de Campinas, com apoio da Associação Nacional dos Órgãos Municipais de Meio Ambiente-ANAMMA, COMDEMA de Campinas, Secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SVDS e Fundação José Pedro de Oliveira, o curso será ministrado pelo arquiteto e urbanista Miguel von Behr, Mestre em Planejamento Urbano e Regional e que participou na implantação de 13 unidades de conservação federais em 6 estados brasileiros.

 

O professor Miguel também é reconhecido pelos seus livros sobre os diversos biomas brasileiros, sempre tratando de forma integrada a questão ambiental e os aspectos culturais e sócio- econômicos.

 

 Com carga horária de 30 (trinta horas), de segunda a sexta feira das 19hs as 22:00hs, as vagas são limitadas e haverá emissão de certificado pelo  IAB-Campinas.

 

No sábado haverá uma visita técnica monitorada à ARIE Santa Genebra e um debate com alguns atores envolvidos com a gestão da unidade de conservação.

 

Please reload

Em destaque

ANAMMA passa a integrar COMDEMA de Caxias do Sul

October 31, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo